O projeto

Escola_Doutor_Duarte

O Museu Virtual Uberlândia de Ontem e Sempre surgiu do desejo de se deixar um legado para as diferentes gerações de uberlandenses e uberlandinos. Ele consiste na própria história da cidade, registrada em vídeo e construída a partir da memória de seus cidadãos e da pesquisa em diferentes fontes de referência.

O projeto promove a recuperação e digitalização de um precioso acervo audiovisual, reunido ao longo de mais de duas décadas pela Close Comunicação. Inúmeras de suas produções foram arquivadas ao longo de seus 24 anos de mercado, nas mais diversas mídias, sejam analógicas ou digitais.

São centenas de depoimentos gravados, dos mais diferentes personagens da vida uberlandense. Dezenas de filmes em películas contendo imagens de Uberlândia das décadas de 1930, 1940, 1950 e 1960. Quase 100 fitas no formato u-matic, contendo matérias e reportagens de Uberlândia da década de 1980. A mesma quantidade em fitas VHS e super VHS contendo matérias e reportagens da cidade e região da década de 1990.

O acervo conta ainda com fotos catalogadas e outras tantas para serem identificadas e sistematizadas, além de revistas originais de Uberlândia das décadas de 1930 a 1990. Uma delas é a Flash, com suas matérias sobre a vida local, comportamento, economia e cultura. Outra é a Revista da Aciub (Associação Comercial e Industrial de Uberlândia), um retrato da atividade econômica local.

Também fazem parte do arquivo a ser digitalizado uma série de produções locais relevantes: programa “Perguntar não ofende”, apresentado pelo inesquecível jornalista Luiz Fernando Quirino; Programa Close, com apresentação do jornalista Olívio Calábria; programa Terra da Gente, que contou com diferentes apresentadores e programa Uberlândia de Ontem e Sempre, que completa agora dez anos de vida.

Trata-se, portanto, de um material precioso, que merece ser conservado e ter sua divulgação ampliada para o maior número possível de pessoas, de modo a repercutir os valores e a história da cidade, reforçando a sensação de pertencimento dos cidadãos a essa história. Um projeto dessa natureza resulta em uma vitrine de  ampla pesquisa para alunos de todos os níveis e pesquisadores das áreas de História, Comunicação, Artes, Arquitetura, Jornalismo e afins.

Sendo Uberlândia uma cidade relativamente jovem, com sua identidade cultural pautada dia a dia, sobretudo pela forte influência de “forasteiros” que a cada dia passam a fazer parte do seu cotidiano, traçar essa linha do tempo em um território virtual e sem fronteiras, faz com que novos paradigmas se estabeleçam na compreensão do presente e de tudo que o antecipou, e traz novos e promissores horizontes para o futuro da região.

O trabalho será desenvolvido aos poucos. Semanalmente, serão disponibilizados novos conteúdos. A gente espera que eles sejam úteis para que possamos entender um pouco melhor nossa trajetória de pessoas apaixonadas por Uberlândia.